Diretório de Artigos

Pinólis – O que são e como são utilizados

Pinólis
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on telegram
Share on email

Se dissermos que Pinólis é uma semente muito utilizada nas culinárias italiana e sírio-libanesa, você acreditaria?

Fato é que não existem muitas informações sobre o Pinólis comercializada com um preço que assustaria muitas pessoas.

Mas o que se sabe sobre o Pinólis?

São sementes retiradas das pinhas do gênero Pinus pinea, mais conhecido como Pinheiro-manso e que leva mais de 100 anos para começar a produzir seus frutos. Essa árvore é nativa da região do mediterrâneo.

O processo para extrair a semente de não é nada fácil. Em muitas regiões, esse processo é feito manualmente, requerendo um trabalho minucioso e que também requer muita paciência.

As sementes, que possuem uma casca duríssima, precisam ser descascadas para poderem ser consumidas, e todo esse trabalho pode ser um dos motivos do alto preço delas.

Como são as sementes de Pinólis?

Como podemos ver na foto, as sementes de Pinólis apresentam um formato ovulado e com cor bege, algo semelhante a uma amêndoa, mas, com um tamanho menor.

As sementes possuem um sabor suave que é ressaltado quando a semente é torrada e apresenta certa oleosidade.

Como o Pinólis é utilizado hoje em dia?

Pinólis tem sido muito utilizado na culinária italiana, nas preparações de risotos, bolos e molhos, em especial o molho pesto genovês. Na culinária árabe, o Pinólis costuma ser utilizado para preparar os recheios dos Kibes, também para fazer as massas libanesas, nas esfirras, com legumes ao forno e em charutos.

Além de saboroso, é uma fonte rica em vitaminas do complexo B, em especial a tiamina (Vitamina B1), que é essencial para o metabolismo dos carboidratos e para que o coração e o sistema nervoso funcionem normalmente.

Receita deliciosa

Receita de Macarrão Gravata com Pinólis – Serve 4 pessoas

  • 1 kilo de tomate picado sem casca
  • 500 gramas de cebola roxa picada
  • 200 gramas de Pinólis
  • Cebolinha a gosto
  • Salsinha a gosto
  • Alho a gosto
  • Sal a gosto
  • ½ kilo de macarrão gravata
  • Azeite

Cozinhe o macarrão gravata ao ponto de ele ficar “al dente”.

Frite o alho amassado e picado até dourar e acrescente o Pinólis. Ele deve ficar crocante.

Numa panela refogue a cebola e o tomate. Não deixe refogar muito. Acrescente sal ao seu gosto e junte o alho picado, o Pinólis e o macarrão gravata. Por último acrescente a cebolinha e a salsinha picados e deixe por poucos minutos no fogo baixo.

Sirva com bastante queijo parmesão argentino e saboreie um bom vinho tinto.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on reddit
Share on telegram
Share on email
Os pontos de vista expressos neste artigo são de responsabilidade do autor.

Veja também...