Diretório de Artigos

Peça de teatro “ISABEL, BOLINHA E A FERA”

Veja esta divertida peça de teatro “ISABEL, BOLINHA E A FERA”

ISABEL:
Bolinha! Temos que ter muito cuidado aqui neste castelo no meio desta floresta.

BOLINHA:
Há sim, minha senhora, prometo tomar conta direitinho, não vou deixar nada chegar perto de ti.

ISABEL:
Olhe Bolinha, vou arrumar sua cama bem perto da porta do meu quarto pra você vigiar-me.

BOLINHA:
Está bem senhora, boa noite e tenha uma boa noite de sono.

FERA:
Já está escuro, vou sair da caverna e ir até aquele castelo ver se acho alguma coisa para comer.

BOLINHA:
Isabel parece que ouvi algum barulho, vem vindo alguma coisa.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que eu vou lhe visitar!

BOLINHA:
Au..au…au..Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

FERA:
Odeio cachorro, tenho que voltar para minha caverna.

ISABEL:
Bolinha! Você ouviu uma voz esta noite vindo do lado daquela montanha.

BOLINHA:
Há sim, ouvi sim, mas disse que você já tinha ido dormir.

ISABEL:
A Bolinha, você é uma tola, porque você não deixou ele chegar, quem sabe é um belo príncipe que quer vir me visitar.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

FERA:
Que animal chato, eu odeio esta cachorra.

ISABEL:
Hei bolinha! Estou ficando chateada com você, vou lhe matar e quero ver se você atrapalhe mais, pool. Pronto agora está morta.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
Que coisa, eu matei a cachorra, como ela ainda atrapalhou a chegada do meu príncipe?H´já sei vou queimá-la.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
Que coisa, eu a matei e queimei seu corpo, como pode, vou jogar sua cinza no rio, ai eu quero ver.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
O que está acontecendo?Matei a cachorra, queimei seu corpo, joguei as cinzas no rio e ela ainda atrapalha meu príncipe chegar. Vou varrer as cinzas das beira do rio amanhã bem cedo.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar! Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar! Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar!

ISABEL:
Até que enfim, ele vai chegar.

FERA:
Cheguei minha bela, sei que você estava ansiosa parra me ver.

ISABEL:
Meu Deus! Que coisa horrível! Pra que estes olhos tão grandes?.

FERA:
É pra te olhar.

ISABEL:
Pra que estas orelhas tão grandes?

FERA:
É pra te ouvir.

ISABEL:
Pra que este nariz tão grande?

FERA:
É pra te cheirar.

ISABEL:
Pra que esta boca tão grande?

FERA:
É pra te comer. Uauuuuuuu.

Compartilhe este artigo...

Artigos em Destaque