Diretório de Artigos

Peça de teatro “ISABEL, BOLINHA E A FERA”

Veja esta divertida peça de teatro “ISABEL, BOLINHA E A FERA”

ISABEL:
Bolinha! Temos que ter muito cuidado aqui neste castelo no meio desta floresta.

BOLINHA:
Há sim, minha senhora, prometo tomar conta direitinho, não vou deixar nada chegar perto de ti.

ISABEL:
Olhe Bolinha, vou arrumar sua cama bem perto da porta do meu quarto pra você vigiar-me.

BOLINHA:
Está bem senhora, boa noite e tenha uma boa noite de sono.

FERA:
Já está escuro, vou sair da caverna e ir até aquele castelo ver se acho alguma coisa para comer.

BOLINHA:
Isabel parece que ouvi algum barulho, vem vindo alguma coisa.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que eu vou lhe visitar!

BOLINHA:
Au..au…au..Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

FERA:
Odeio cachorro, tenho que voltar para minha caverna.

ISABEL:
Bolinha! Você ouviu uma voz esta noite vindo do lado daquela montanha.

BOLINHA:
Há sim, ouvi sim, mas disse que você já tinha ido dormir.

ISABEL:
A Bolinha, você é uma tola, porque você não deixou ele chegar, quem sabe é um belo príncipe que quer vir me visitar.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

FERA:
Que animal chato, eu odeio esta cachorra.

ISABEL:
Hei bolinha! Estou ficando chateada com você, vou lhe matar e quero ver se você atrapalhe mais, pool. Pronto agora está morta.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
Que coisa, eu matei a cachorra, como ela ainda atrapalhou a chegada do meu príncipe?H´já sei vou queimá-la.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
Que coisa, eu a matei e queimei seu corpo, como pode, vou jogar sua cinza no rio, ai eu quero ver.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar.

BOLINHA:
Au..au…au…Isabel já ceou, já deitou, já dormiu.

ISABEL:
O que está acontecendo?Matei a cachorra, queimei seu corpo, joguei as cinzas no rio e ela ainda atrapalha meu príncipe chegar. Vou varrer as cinzas das beira do rio amanhã bem cedo.

FERA:
Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar! Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar! Isabel, Isabelzinha, vigie sua cachorrinha que já vou lhe visitar!

ISABEL:
Até que enfim, ele vai chegar.

FERA:
Cheguei minha bela, sei que você estava ansiosa parra me ver.

ISABEL:
Meu Deus! Que coisa horrível! Pra que estes olhos tão grandes?.

FERA:
É pra te olhar.

ISABEL:
Pra que estas orelhas tão grandes?

FERA:
É pra te ouvir.

ISABEL:
Pra que este nariz tão grande?

FERA:
É pra te cheirar.

ISABEL:
Pra que esta boca tão grande?

FERA:
É pra te comer. Uauuuuuuu.

Os direitos autorais e pontos de vista expressos neste artigo são de responsabilidade do autor.

Compartilhe este artigo...

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email