Arquivo da tag: Viagem

estudar no estrangeiro

Conselhos para decidir onde estudar no estrangeiro

Hoje em dia, com o desenvolvimento do mundo, as ofertas de educação, escolas, cursos são muitas e variadas nos diferentes países. Com tanta escolha, por vezes pode tornar-se difícil escolher a melhor opção.

Por exemplo, se a sua ideia é fazer um curso de inglês para depois ser mais fácil ingressar num mercado de trabalho, seja na Inglaterra ou noutro local, é sempre bom ter alguns aspetos em conta.

Mas a sua primeira ideia também pode ser fazer um curso de outro idioma, por exemplo alemão, francês, ou então pode querer ir para uma escola de teatro no estrangeiro ou um conservatório. Então, é por estas e outras razões que deve informar-se bem sobre cada opção e decidir o que realmente quer escolher.

Uma das primeiras perguntas que deve fazer a si próprio é sobre qual é o idioma que domina melhor, ou qual é aquele que quer ir aperfeiçoar ou mesmo aprender. Depois de responder a esta pergunta, é muito mais fácil escolher o país certo para o fazer.

Escolha o seu curso mediante o seu nível escolar, a idade e os seus recursos financeiros

Existem muitos cursos no estrangeiro e um deles é o The English Studio mas, como não existem duas pessoas iguais, a sua escolha deve assentar num curso que se adapte a si e não deve escolher um curso só porque toda a gente o escolhe. Consulte várias ofertas e informe-se bem acerca de cada uma delas.

Quando escolher tenha em atenção os seus objetivos e a sua motivação e o tipo de impacto que, no final, esse curso terá na sua vida pessoal e profissional.

Como o orçamento pode não ser muito alto e estudar no estrangeiro tem os seus custos, informe-se acerca das ajudas disponibilizadas a estudantes estrangeiros.

Ao escolher a escola onde fará a formação, verifique se é uma escola conhecida, reconhecida, em que tipo de bairro ou cidade se situa. Informe-se sobre se é uma escola onde os alunos saem satisfeitos e com resultados.

Quando souber a certeza do país que escolheu para ir, não vá ás cegas, porque com tanta informação disponível hoje em dia, não há necessidade disso. Saiba como é a cultura, o clima, o preço das casas. Informe-se bem acerca do país antes de partir à descoberta.

Alugar um carro

Alugar um Carro compensa sim senhor!

Por que Alugar um Carro.


No tempo é que estamos cada vez mais se torna difícil ter carro próprio. São as prestações mensais, o combustível, os arranjos mecânicos, a manutenção, o seguro, os gastos com uma viatura própria podem ser variados e por vezes até nos saírem caros.

É por isso que o aluguel de carros possui cada vez mais adeptos.

É por isto que para as pessoas que diariamente usam os transportes públicos e passam os fins-de-semana, na sua maioria, em casa a descansar ou dando pequenos passeios a pé, comprar um carro pode não compensar e só dar prejuízo.

Então, quando necessitar de fazer grandes viagens mais longas ou quando for de férias pode sempre alugar um carro. Esta opção está disponível a preços bem acessíveis que pode encontrar facilmente na internet nos comparadores de preços que fazem estas buscas específicas.

Em férias tenha sempre em conta a opção de rent a car

Mesmo quando temos carro próprio, este pode não se adaptar as viagens que queremos fazer nas nossas férias ou podemos deslocarmo-nos para o nosso destino de férias de avião, o que nos impede de levar o nosso próprio carro e, depois lá podemos alugar um automóvel para conhecermos mais a fundo o local.

Alugar carro tem a vantagem de podermos escolher o carro que melhor se adapta à quantidade de pessoas que se vão deslocar nele e que se adapte às necessidades do seu tipo de férias e país para onde vai.

Faça sempre a sua busca e a sua reserva com antecedência para que tenha disponível o carro que mais quer pois se deixar para a última da hora pode não encontrar o carro que já tinha idealizado.

Se as suas férias começarem numa cidade e acabarem noutra mais longínqua pode sempre optar por alugar um carro na primeira e devolvê-lo na segunda cidade, podendo assim voltar para casa de avião. Esta é outra vantagem do rent a car.

Outra vantagem é a de poder dividir a conta, o que deixará o aluguer ainda mais barato. Se forem viajar só adultos, digamos que 4 ou mais, fica mais barato alugar um automóvel e dividirem a despesa, do que andarem de transportes públicos.

Punta Cana

Punta Cana – destino turístico e paradisíaco que pode ser barato


Punta Cana é um paraíso do qual pode desfrutar na República Dominicana.

Esta é uma das melhores escolhas para as suas férias pois ali se encontram as melhores praias do mundo.

Na República Dominicana, praticamente há duas estações do ano: a estação das chuvas, que vai de Maio a Novembro, e a de sol e praia, perfeita para o turismo, de Outubro a Maio.

Assim pode optar por marcar as suas férias e aproveitar os descontos em vouchers que alguns hotéis oferecem.

Como é o caso do resort bávaro Punta Cana, um hotel romântico onde pode ficar alojado mesmo á beira da praia e contemplar as águas cristalinas. Este é um dos hotéis pertencente ao grupo Barceló Hotels & Resorts, onde pode fazer inúmeras atividades, saborear uma saborosa gastronomia e, quem sabe, se for esse o seu caso, ainda pode escolher celebrar o seu casamento lá. Já pensou? Poder casar-se num local paradisíaco? Seria uma linda cerimônia.

Hoteis para adultos em Punta Cana

Ao visitar Punta Cana, não vai ter dias monótonos porque existe uma vasta gama de visitas que pode fazer para ter o prazer de contemplar a sua beleza. Por exemplo, a Ilha Saona é um dos locais mais bonitos da República Dominicana, inserida no Parque Nacional Este.

Outra das ilhas de beleza incomparável é a ilha Catalina, enriquecida com recifes de coral. Mas para todos os que querem conhecer a riqueza de animais, plantas e as tradições da República Dominicana, o Manati Park deve ser paragem obrigatória.

Em Punta Cana, passeios não faltam, é só escolher onde quer ir e divertir-se pois estas serão umas férias inesquecíveis.

Escolha hospedar-se num hotel só para adultos com tudo a que tem direito, incluindo descontos

Se vai de férias, depois de tantos meses de trabalho, você merece o melhor. Então o resort Barceló Bavaro Beach é o local onde vai querer ficar.

Para além de refeições requintadas, instalações de primeira, praia de areia branca, águas transparentes e muita animação terá também direito a vouchers de descontos imperdíveis.

É espetacular, porque quantos mais dias ficar maior será o valor dos descontos oferecidos em vouchers. Não perca mais tempo e marque já as suas férias.

Ali, as escolhas são suas. Pode aventurar-se nas excursões a várias locais da República Dominicana, como por exemplo, a sua capital Santo Domingo.

Pode apenas ficar-se por apanhar banhos de sol e mergulhar nas belas e irresistíveis águas, e pode ainda também desfrutar de variadas atividades que o hotel tem disponíveis, como piscina, campo de golg, campo de ténis, teatro, casino, discotecas, spa.

É maravilhoso. Pense que pode desfrutar de tudo isto, divertir-se e ainda ter desconto.

Se já conhece Punta Cana, sabe que é um lugar irresistível, paradisíaco e que é impossível não querer lá voltar. Se ainda não conhece, marque já a sua viagem e vá viver umas férias de sonho.

Lisboa

Mini Guia turístico da cidade de Lisboa

Conheça Lisboa

Se formos viajar para Lisboa pela primeira vez, é importante saber que são vários motivos para visitar esta cidade europeia com monumentos, edifícios, espaços culturais e históricos, pontes e outros lugares que fazem dela um destino ideal para umas férias relaxantes.

Como Chegar

A maneira mais fácil de chegar a Lisboa é de avião, embora muitos viajantes optem por vir de caro fazer a viagem (principalmente espanhóis).

Outra opção é viajar de comboio, mas não uma viagem barata portanto, opte por esta opção se for com tempo e se gostam de observar a paisagem.

Como movimentar-se pela cidade

Dentro da cidade pode andar de comboio, ligando quase todos os distritos do destino e é uma grande atração turística, autocarros, linhas que cobrem para que nenhum outro meio de transporte, como a rota para o aeroporto, o metro (que já chega ao aeroporto de Lisboa), ideal para conhecer os bairros vizinhos do centro da cidade e, como em outras cidades, também tem a opção de táxi e aluguer de carros.

Alojamento

Em Lisboa, vai ter uma acomodação de variada gama. Encontrar hotéis baratos e de luxo, apartamentos em aluguer sazonal, albergues e campings.

O que ver

Em Lisboa há algumas pontes, monumentos, praças e edifícios que são características da cidade e deve ser incluído no nosso itinerário.

Entre eles estão: a Praça do Comércio, a maior cidade, a Praça do Rossio, ideal para uma visita à noite, na área circundante são melhores ofertas de animação nocturna de Lisboa;

A Catedral de Lisboa: Lisboa também chamar este é o espaço religioso mais importante da cidade (mais importantes motivos religiosos é o Mosteiro dos Jerónimos, o mesmo que o outro casas Vasco da Gama e está ao lado da Torre de Belém dois dos pontos turísticos mais visitados de Lisboa).

Outras atrações de Lisboa que incluímos em nosso caminho são: Ponte 25 de Abril, que chega a quase 2300 metros de comprimento, o Oceanário, que é o segundo maior do continente europeu e do Castelo de São Jorge, localizada o pico mais alto da cidade.

Clima

Lisboa é uma cidade que não tem temperaturas extremas no inverno raramente registrados menos de 5 ° C. Embora seja ideal para ser visitado durante todo o ano, os viajantes muitas vezes preferem a primavera e outono.

Lisboa é uma cidade muito linda mas o mais bonito são os arredores, como Sintra, Cascais, Oeirase a melhor opção é alugar um carro em Lisboa e ir á vontade e descobrir a seu belo prazer

Visto Americano

Agendamento do visto americano! (DS-160)

Estou na tão temida fase de agendamento da entrevista para obtenção do visto americano.

Uma das piores partes, segundo 99% dos blogs “auperianos” que li por aí, é o preenchimento do DS-160 form, o formulário gigante que dá pau toda hora!

Como todas as au pairs, sem exceção, precisarão passar por isso, resolvi registrar nesse post a minha saga no preenchimento do DS-160 e ir comentando com algumas dicas!

Não se assustem com o tamanho do post, é enorme mesmo… eu quis deixar tudo o mais claro e explicadinho possível, pois sei o quanto isso é chato!

Check it out!

IMPORTANTE!

TENHA EM MÃOS: Passaporte, cartão de crédito, endereço da host family nos EUA e foto DIGITAL 5×7 em alta qualidade. Eu não sabia que precisava da foto 5×7 digital, só tinha impressa, aí tive que parar o formulário no meio e sair pra tirar a foto. Já li por aí várias recomendações para a foto do visto americano, eu segui TODAS à risca.

Então, para não correr o risco de ter o visto negado por causa de uma maldita foto, o ideal é que ela seja tirada em fundo branco, não sorria de modo que os dentes apareçam, use uma blusa de qualquer cor que NÃO SEJA BRANCA (ainda bem que eu tinha um blusa de frio na bolsa, senão teria que voltar pra casa) e nem decotada, nada de ombros aparecendo, nada de maquiagem exagerada, brincos e colares.

Ah, a testa e as orelhas devem ficar à mostra. Não me perguntem porquê. E sim, você se achará HORROROSA na foto!

No menu ao lado esquerdo do site, clique em “Informações e Agendamento“. Clique em “Para saber como efetuar o pagamento da taxa de informações e agendamento”, pois para continuar, você precisará pagar a taxa de agendamento (38 reais).

O pagamento pode ser por cartão de crédito, débito em conta ou boleto bancário do Citibank. Eu escolhi pagar por cartão de crédito porque é mais prático. Preencha seus dados pessoais e as informações do cartão de crédito e clique em OK.

Em “Propósito da Viagem”, seleciona “Entrar nos EUA para Intercâmbio“. O tempo de duração da viagem fica inativo, é normal. Passe a próxima etapa.

Marque como SIM os campos sobre ter o formulário DS-2019 preenchido epagamento da taxa SEVIS. São os documentos enviados pela agência de intercâmbio e você precisará deles no dia da entrevista. Mesmo que você ainda não tenha recebido, marque SIM e dê OK!

Leia ATENTAMENTE as condições do consulado na página, que contém informações sobre a taxa do visto J-1 (140 dólares), sobre a permanência e outras coisas importantes. Depois disso, concorde com os termos e clique em OK.

Escolha uma data disponível para a entrevista no consulado. Tente agendar em uma data que não seja nem muito longe e nem muito próxima do dia do seu embarque, uns 20 dias antes está ótimo!

Se você vai marcar no final de novembro ou durante o mês de dezembro, considere um prazo maior que 20 dias antes do embarque, pois os Correios ficam muito cheios, e seu visto e passaporte podem demorar para chegar! Eu marquei minha entrevista para o dia 23 de fevereiro, às 7h30. Mas terei que chegar lá às 7h!

Pronto! Agora começará a parte chata… o preenchimento do DS-160!

Como preencher o visto DS-160

Dica importante: vá salvando tudo o que você responder, mesmo antes de continuar! Você poderá editar depois. Salve, pois o site costuma dar pau e você perderá todas as suas respostas… acredite, você não vai querer fazer tudo de novo!

Escolha a cidade onde você fará a entrevista. Pra mim, o consulado de São Paulo é o mais próximo. Depois, faça o upload da maldita foto-com-fundo-branco-orelhas-e-testa-à-mostra.

PERSONAL INFORMATION 1: Preencha suas informações pessoais (nome, número de passaporte, endereço, essas coisas. Fique atento porque esses dados você não poderá alterar depois!) Você deve ter percebido que o formulário está todo em inglês, né? O site é em português e o formulário em inglês… só para dficultar! 😛 Na pergunta sobre os outros nomes, pode deixar em branco ou marcar “NO”.

PERSONAL INFORMATION 2: National Identification Number é o seu número do RG. E o US Taxpayer ID Number você marca “does not apply”, assim como o seu Social Security Number.

ADDRESS AND PHONE INFORMATION: Tranquilo, né?

PASSPORT INFORMATION: Todas essas informações estão no seu passaporte. Não tem erro.

TRAVEL INFORMATION: Selecione a opção STUDENT/EXCHANGE VISA (F, J, M, Q). Em “Intended Date of Arrival” deve ser a mesma que está no DS-2019 (pergunte à sua orientadora da agência de intercâmbio, caso não tenha certeza).

E no “Intended Lenght of Stay” coloque o equivalente a 1 ano. Ah, e é claro, marque YES na primeira questão. Você É o aplicante principal. Logo depois que preencher isso, você precisará colocar o endereço da sua host family nos EUA e informações sobre quem está pagando pela sua viagem. No meu caso, é meu paizão 😀 Aí tenho que colocar “OTHER PERSONS” e as informações dele. Se for você mesmo, coloque a opção “SELF”.

TRAVEL COMPANIONS INFORMATION: Marque “NO”, pois você vai embarcar sozinha, certo? Nada de papai, mamãe, irmãos e cachorrinho, querida. Boa aventura 😉

U.S POINT OF CONTACT: São informações sobre as pessoas para quem você vai trabalhar, ou quase isso. Em “Contact Person”, coloque o nome do seu host dad ou host mom. “Organization Name” varia de agência para agência.

A minha é Au Pair Care, pois estou indo pela STB. As meninas da Experimento são da Au Pair in AmericaCultural Care é a própria Cultural Care e assim por diante. Informe-se! Em “Relationship to You” a resposta é Employer. Depois disso, preencha com o endereço e telefone da sua host family.

PREVIOUS U.S TRAVEL: Se você já fez alguma viagem para os EUA antes, essa parte é sobre isso. Se você nunca foi pra lá, as respostas serão todas NO.

STUDENT AND WORK INFORMATION: Eu não lembro se o título da página era esse, hehehe, mas sei que logo depois do PREVIOUS TRAVEL você precisará preencher mais alguns dados pessoais, mas dessa vez sobre os lugares onde estudou (ou estuda) no Brasil e sobre os lugares onde você trabalhou aqui.

Então, tenha em mãos o endereço da sua faculdade e também, caso você já tenha trabalhado em algum lugar antes, o endereço do lugar e seu cargo. É simples.

SECURITY AND BACKGROUND: MEDICAL AND HEALTH INFORMATION, CRIMINAL INFORMATION, SECURITY, IMIGRATION LAW INFORMATION, MISCELLANEOUS: Marque tudo “NO”. Qualquer “YES” marcado nessas páginas, você terá grandes chances de ter o visto negado.

ADDITIONAL POINT OF CONTACT INFORMATION: Duas referências de pessoas que confirmem o propósito da sua viagem. Atenção: não podem ser familiares, assim como na comprovação de horas com crianças que vocês precisaram para a application.

SEVIS INFORMATION: Na pergunta sobre você ter a intenção de estudar nos EUA, eu coloquei que sim. Eu vi algumas meninas da Cultural Care dizendo para colocar NÃO. Bom, não sei para que “mentir” nessa parte.

Ah, é importante que você saiba o nome de algumas escolas ou faculdades perto da sua cidade, caso eles perguntem onde exatamente você deseja estudar. Eu já sei duas: Penn (Universidade da Pennsylvania) e Bucks College 😉

Em SEVIS ID, você só colocará o número caso seus documentos já tenham chegado da sua agência. No meu caso, não chegaram… Então, depois terei que editar essa página para que o formulário seja confirmado. Se você já tiver o seu SEVIS ID em mãos, confirme a página, passe para a próxima etapa e confirme sua foto! Pronto! Agora acabou mesmo 😉

THAT’S IT, people!

Ah, revisem TUDO, pois depois que você já deu o submit, não dá pra alterar nada! Imprima o arquivo todo e leve no dia da entrevista junto com os documentos da agência (DS-2019) e o que mais precisar.

Boa sorte para todos 🙂

turismo

Mas Afinal, O Que É Turismo?

O que será que é Turismo?

De acordo com a Organização Mundial do Turismo – OMT 2003 entende-se Turismo como as atividades realizadas pelas pessoas durante suas viagens e estadas em lugares distintos do seu entorno habitual, por um período consecutivo, inferior a um ano, por lazer, negócios e outros.

A palavra deriva de tour, do latim tornare e do grego tornus, cujo significado é giro ou círculo.

Turismo seria, portanto, o ato de partir e posteriormente regressar ao ponto inicial, sendo que o realizador deste giro é denominado Turista.

No contexto histórico, o Turismo tem início com os jogos olímpicos na Grécia e sua ascensão ocorreu durante a Revolução Industrial na Inglaterra por volta do Século XX.

Após a Segunda Guerra mundial, com o acesso aos meios de transportes, mais econômicos e o surgimento de companhias aéreas comerciais, as viagens tornaram-se mais presentes na vida das pessoas, intensificando a atividade turística em todo o mundo. 

Atualmente seu crescimento é impulsionado pela maior disponibilidade de tempo, pela facilidade nas condições de pagamento, pelo aumento da renda, a segmentação do mercado turístico baseado nas preferências e motivações das pessoas e, devido à grande globalização, a busca pela singularidade local e pela fuga da rotina.

O turismo não pode ser considerado uma indústria visto que situa-se no setor terciário da economia.  É, portanto, uma atividade de prestação de serviços.

Apresenta, dentre outros fatores positivos, a geração de emprego, renda e desenvolvimento econômico local, regional, estadual e nacional, estimula a comercialização de produtos locais, propicia melhoria de equipamentos urbanos e de infra-estrutura de apoio (estradas, segurança, saneamento), investimentos voltados à proteção do meio ambiente e à cultura, melhoria do nível sociocultural da população residente e intercâmbio de idéias, costumes e estilos de vida.  

É um fenômeno complexo e abrangente que envolve não só viagens, mas toda uma cadeia de bens e serviços como cultura, gastronomia, compras, negócios, teatro, dança, música, artesanato, eventos, transporte, segurança e entretenimento.

Movimenta mais de cinquenta segmentos da economia e é um dos principais geradores de divisas para um país.

Somente um conjunto de atrativos não garante o fluxo turístico ou a permanência das pessoas em determinado destino.

É necessária a existência de equipamentos e serviços de qualidade e de infra-estrutura básica que permita a fixação dos turistas em um local por um determinado tempo.

Para suprir as necessidades desta demanda real ou da que se espera, é necessário, dispor, além da oferta original (atrativos), uma oferta agregada diversa (hotéis, restaurantes, entretenimento, transporte, dentre outros serviços). 

É preciso trabalhar o Turismo sistematicamente, de maneira sustentável, entendendo-o como uma rede de relações e como um processo, contextualizando e organizando-o no tempo e o espaço em que acontece. Incluindo as pessoas e preservando a identidade, os valores e atrativos locais.

O turismo pode ser um importante instrumento transformador de economias e sociedades, mas não deve ser visto como a solução para os municípios se estabelecerem. O não planejamento desta atividade pode gerar impactos ambientais, sociais e econômicos irreversíveis e que podem causar o declínio de um destino ou a depredação e até a extinção de um atrativo.

Em cidades que são pólos turísticos, nos períodos de alta temporada, a população local sofre com o aumento dos preços, com a poluição das águas e com a degradação de áreas naturais ou de seu patrimônio histórico-cultural.

Os costumes locais podem ser alterados drasticamente no intuito de adequar a oferta de produtos, como artesanato ou manifestações folclóricas e religiosas ao gosto dos visitantes.

Para minimizar os impactos negativos e potencializar os efeitos positivos da atividade é fundamental e indispensável este planejamento, que não deve abranger somente uma localidade, mas todo seu entorno.

É de responsabilidade do setor público o cuidado com a infraestrutura de apoio e do setor privado investimentos em equipamentos e serviços turísticos.

O Terceiro Setor, por sua vez, atuará na capacitação da mão de obra. Ações conjuntas podem agregar ainda mais valor à atividade e contribuir com o seu efeito multiplicador.

Paraty

Paraty, um patrimônio histórico brasileiro

Conheça Paraty.

Considerada Patrimônio Histórico Nacional, Paraty é uma bela cidade colonial que preserva até hoje suas inúmeras características naturais e arquitetônicas.

Foi fundada em 1667, nos arredores da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, padroeira da cidade.

Se tornou uma grande potência econômica, por conta dos engenhos de cana de açúcar e por seu porto local, onde se escoava das Minas Gerais o ouro e as pedras preciosas que embarcavam para Portugal. Devido à grande visibilidade, era alvo constante de piratas, que se refugiavam em praias próximas.

Famosa pelo Centro Histórico – considerado pela UNESCO como “conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso” tombado pelo IPHAN – tem suas ruas protegidas para preservação por correntes que impedem a passagem dos carros.

Paraty foi considerada também a mais importante região produtora de pinga no Brasil Colônia. Acredita-se que, a partir de 1600, a bebida tenha começado a ser alambicada em terras paratienses, mesmo sem ter sido pioneira na produção brasileira da aguardente de cana.

A pinga produzida fez tanta fama pela sua qualidade, que custava mais caro que todas as demais comercializadas no país, ponto de partida para os mais de cem alambiques que funcionaram desde então – atualmente, são apenas sete.

Após a inauguração da Estrada Paraty-Cunha, tornou-se pólo turístico nacional e internacional, ao manter as construções históricas bem preservadas – o que torna Paraty a cidade perfeita para viver momentos inesquecíveis.

Em Paraty o verde das matas faz a combinação perfeita com o azul do mar. A baía de Paraty possui aproximadamente cinquenta praias, sendo algumas com acesso por carro e muitas com acesso apenas por barco.

Especialmente estas últimas não só possuem uma natureza em estado quase selvagem,  mas preservam muito da ancentral cultura caiçara.

Suas praias de águas cristalinas nos permitem enxergar o fundo do mar e ver belas tartarugas e golfinhos.

Além da vasta lista de cachoeiras distribuídas ao longo da cidade, Paraty encontra-se em um ponto geográfico privilegiado no quesito ecologia.

Vale à pena conhecer os parques e reservas ecológicas, onde a integração da fauna, flora, rios e mares é rica e exuberante.

Não sabe por onde começar? Visite Pousadas em Paraty, que tem como missão principal mostrar os melhores lugares para hospedagem e informações sobre as melhores praias, passeios e recomendações para as suas horas de lazer.