Diretório de Artigos

Diferença de site para Blog

Site ou blog, qual a diferença ?

Para muita gente site e blog é a mesma coisa.

Mas existem muitas diferenças que, para quem está começando a engatinhar pela internet, não são tão visíveis assim.

Quem acompanhou o surgimento da internet, sabe muito bem que antigamente existia apenas o site (redução da palavra website). Mesmo as páginas pessoais eram sites.

SITES

A “World Wide Web” (que significa “rede de alcance mundial” e também é conhecida como Web ou WWW) surgiu no final de 1990 por Tim Berners-Lee e Robert Cailliau.

hJuntos eles criaram um sistema de documentos em hipermídia que são interligados e executados na Internet. Os documentos podem estar na forma de texto, vídeos, sons, hipertextos e figuras.

Então o usuário pode seguir as hiperligações (hiperlinks) clicando nas palavras ou frases comumente sublinhadas e azuis (esse é o padrão, mas podem estar em outras cores).

O ato de seguir as hiperligações é chamado de “navegar” ou “surfar” na Web.

Visualizar uma página web, inicia-se ao digitar um endereço (ex: www.google.com.br) no navegador ou seguir (acessando) uma hiperligação de outro site.

BLOGS

De acordo com pesquisadores da história da internet, o 1º blog surgiu em 1997, feito por Jorn Barger*.

Ele foi o pioneiro ao criar um sistema onde uma pessoa poderia escrever tudo o que quisesse, com frequência e contendo espaço para comentários. Para esse sistema, deu o nome de Weblog.

É claro que, como sempre, o termo oficial não “pegou” e as pessoas pronunciavam de formas variadas, até que um homem, Peter Merholz, achou interessante partir em duas palavras “we-blog” (nós “blogamos”) que logo foram encurtadas para uma só – BLOG.

A moda de fazer Blogs só começou mesmo em meados de 1999 e tratavam de assuntos variados. A maioria dos blogueiros criavam seus Blogs para servirem como “diários virtuais”. Outros criavam temas como humor, política, tecnologia e até portfólios profissionais.

A disseminação dos Blogs veio através de uma empresa que desenvolveu um sistema de publicação automática e mais simples de Blogs – a Blogger. Foi quando o Blog deixou de ser algo de conhecimento apenas de especialistas em internet para poder ser criado até por uma criança de 10 anos.

Em 2004, surgiu uma novidade no mundo dos Blogs, o feed, que nada mais é que uma ferramenta que lhe dá a oportunidade de “assinar” um blog, assim como se faz uma assinatura de revista ou jornal. Você se cadastra e passa a receber por e-mail as novidades escritas (postadas) no Blog.

Os Blogs rapidamente se tornaram um dos sistemas mais utilizados da internet. Em 1999 o número de blogs não passava de 50, já no ano de 2001 eram contabilizados milhares de blogs e em 2003 eles atingiram a assombrosa média de 3 milhões de blogs.
Atualmente muitas empresas se interessam por Blogs.

Seja criando um para divulgar seus produtos, seja fazendo uma varredura nos Blogs alheios para saber as vontades e preferências de seus futuros consumidores para que assim possam desenvolver produtos cada vez mais ajustados.

O que o Site tem?

  •  É o modelo tradicional de páginas web
  •  Paginação ligada em hiperlinks,

Exemplo de site

  • A comunicação com o leitor normalmente é feita via e-mail ou página de formulário de contato,

Formulário de contato

  • Necessita-se de conhecimento mínimo em HTML,
  • Normalmente tem a homepage, um ponto inicial para outras páginas.
  •  definição de conteúdo é trabalhosa, pois os clientes entendem que o site é algo muito formal. Em muitos casos definir textos para sites, por exemplo, é muito trabalhoso,
  • A atualização é feita em períodos longos, espaçados.

O que o Blog tem?

  • Interatividade direta com o público através dos (Comentários),

Fazendo um comentário

Basta escrever, fazer a soma e submeter

  •  Atualizações periódicas que normalmente são divulgadas (Arquivo),

Entendendo a dinâmica do Blog

  • Opinião do autor sobre algum tema específico ou não (Posts),
  • Não precisa de conhecimento de tecnologia para criar um blog, qualquer pessoa pode criar um com alguma facilidade, pois existem ferramentas que fazem a estrutura do blog (Blogger, Blig, WordPress…),
  • Dispensa conhecimento em qualquer linguagem de programação (HTML, ASP…).
  • A atualização é constante e em muitos casos,
  • A linguagem adotada é mais light e menos formal,
  • O modelo estrutural também é diferente, no blog temos várias páginas empilhadas (um post embaixo do outro), podendo navegar entre elas sem precisar ficar voltando,
  • O conteúdo pode ser classificado por categoria, data ou tags.

Visite nosso site e conheça mais matérias  www.youweb.com.br

Os direitos autorais e pontos de vista expressos neste artigo são de responsabilidade do autor.

Compartilhe este artigo...

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram

Veja também...

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on email